Desmatamento na Amazônia cresceu 24% de 2014 para 2015

O desmatamento na Amazônia aumentou! Dados do Inpe mostram que a devastação na região voltou a crescer. O Pará foi o estado que mais desmatou.

Dados do próximo relatório oficial do Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe) mostram que o desmatamento na Amazônia cresceu 24% de 2014 para 2015. Os números são do Prodes, Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal. As informações foram publicadas na sexta-feira (23), pela Revista Época.

Segundo a Revista, os dados devem ser divulgados oficialmente num seminário do Ministério do Meio Ambiente nos dias 5 e 6 de outubro. Eles revelam que no período de agosto de 2014 a julho de 2015, foram desmatados 6.207 quilômetros quadrados. O estado que mais desmatou foi o Pará. Seguido de Mato Grosso e Rondônia.

Desmatamento na Amazônia é pior do que se imaginava

O total de desmatamento na Amazônia no período está 6,45% acima do estimado pelo Inpe no fim de novembro. Ou seja, o quadro é pior do que se imaginava.

A taxa mostra que a fase de queda no desmatamento da Amazônia pode ter chegado ao fim. As políticas que levaram à queda podem já ter perdido sua eficácia. Agora, parece que estamos passando por uma nova fase de aceleração do desmatamento na região.

Numa comparação com o mesmo período do ano anterior, nem todos os estados da Amazônia tiveram aumento do desmatamento. O quadro piorou mais em Rondônia, onde o desmatamento cresceu 51% de 2014 para 2015. Em Mato Grosso, o aumento foi de 49%. No Amazonas, 42%. O Pará, estado campeão em área total desmatada, cortou 14% a mais do que no período anterior.

Indo no contra-fluxo o desmatamento caiu em Roraima, Amapá, Maranhão e Acre. Mas a queda nesses estados não compensou o aumento nos outros.

Fonte: D24am.com | Foto: Greenpeace